"O mais estranho que vi foi um sofá no elevador"

, por Rita Dinis