Poucas semanas depois do ciclone Debbie, que atingiu a Austrália provocando estragos em várias zonas do país, a Nova Zelândia prepara-se agora para uma nova tempestade. Com chuvas e ventos fortes, o ciclone Cook está a ganhar força e prepara-se para atingir a região norte do país esta quinta-feira à noite. Já foram emitidos avisos meteorológicos na Ilha do Norte, nos distritos Bay of Plenty e Thames-Coromandel, avança o The Guardian.

Prevê-se que o ciclone Cook possa trazer chuvas torrenciais, ventos que podem chegar a 150 quilómetros por hora e ondas a atingir os cinco metros de altura na costa leste do país. Cortes de energia, telhados partidos, árvores caídas e deslizamentos de terras são alguns dos danos reportados até ao momento, bem como pequenas inundações em toda a Ilha do Norte.

A informação foi confirmada pelo serviço meteorológico neozelandês Met Service, que referiu que esta poderá ser uma das maiores tempestades de sempre, comparando-a ao ciclone Giselle, em 1968, que causou o naufrágio de um ferry e matou cerca de 50 pessoas.

Várias cidades da costa leste da Nova Zelândia já estão a ser evacuadas e a Proteção Civil fez questão de alertar a população para as possíveis consequências da tempestade. Recomendou aos habitantes, nomeadamente das regiões mais baixas, para armazenar bens de primeira necessidade como forma de prevenção. Também voluntários e equipas de emergência têm trabalhado durante os últimos dias para ajudar a preparar suprimentos de emergência, com doações de carne, frutos secos e ração animal.

Nas redes sociais, começam também a surgir os alertas.

https://twitter.com/MaxHvx/status/852370385865646080

Max Havaux: “A aterrar dentro do ciclone! A companhia aérea Air New Zealand tem os melhores pilotos! #CycloneCook”.

Kim Taehyungie: “Este grande ciclone está a acontecer na Nova Zelândia, onde eu vivo, e espero que todos estejam bem e seguros”.

De acordo com a BBC, todas as escolas, empresas e transportes da ilha encontram-se encerrados como medida de prevenção e as ligações e voos do aeroporto de Tauranga, na Ilha do Norte foram também cancelados. As autoridades estão ainda a aconselhar os habitantes a ficarem em casa durante o dia de quinta-feira.