Bashar al-Assad alega que ataque químico foi "100% fabricado"

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, diz que o ataque químico que matou 87 pessoas na Síria, na semana passada, foi "100% fabricado" e que o exército sírio já abandonou todas as armas químicas.

i

(ALEXEY DRUZHININ/AFP/Getty Images)

(ALEXEY DRUZHININ/AFP/Getty Images)

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, alega que o ataque químico que matou 87 pessoas na Síria, na semana passada, foi “100% fabricado” e que o exército sírio já abandonou todas as armas químicas que possuía.

É a primeira vez que Bashar al-Assad reage às críticas de que tem sido alvo por parte de grande parte dos líderes mundiais, que consideram que foi o regime sírio a estar na origem do ataque com gás sarin.

Em entrevista à agência de notícias AFP, Assad acrescentou ainda que apenas irá dar crédito a provas “imparciais” sobre o ataque químico.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.