Nuno Espírito Santo, treinador do FC Porto, reforçou esta quinta-feira a necessidade de “devolver o clube ao lugar que pertence” e, para isso, salientou a exigência de vencer todos os jogos até ao fim da I Liga de futebol. O técnico antevê, no entanto, “jogos difíceis”, afirmando que o mais importante será frente ao Sporting de Braga, da 29.ª jornada, “porque é o próximo”. “Temos seis jogos difíceis, com equipas muito competitivas. Na próxima jornada defrontamos um rival difícil, em sua casa. Esse é agora o jogo mais importante. É o próximo. Mas trabalhamos para conseguir o nosso objetivo principal que é vencer”, afirmou o técnico na conferência de imprensa de antevisão ao jogo em Braga.

Nuno Espírito Santo defendeu ainda que o sucesso está na base do trabalho e sustentou que esse é mesmo o pilar da vontade da equipa. “Nós temos que estar preparados para os seis jogos que aí vêm. Acredito que já fomos demonstrando que melhoramos no dia-a-dia. E isso constrói as bases de uma equipa que quer ser campeã. O trabalho diário é a nossa base”, explicou ainda o treinador.

O treinador dos dragões tem à sua disposição todo o plantel, uma situação que considera “muito feliz”. “Vamos apresentar uma equipa muito forte e competitiva e todos os jogadores são opção. E isso é algo muito bom para um treinador”, reforçou.

Nuno Espírito Santo reconhece a qualidade da equipa minhota, no entanto, prefere focar-se única e exclusivamente no FC Porto. “O Sporting de Braga tem bons jogadores, com qualidade. Tem uma equipa que mudou a matriz e que contratou alguns reforços em dezembro. Estamos preparados. Mas temos que nos focar em nós. Sabemos que o fundamental é devolver ao FC Porto o lugar que ele pertence, que é o primeiro”, esclareceu.

O FC Porto joga este sábado, no Estádio Municipal de Braga, em jogo a contar para a 29ª jornada da I Liga de futebol, num encontro arbitrado por Hugo Miguel, da associação de Lisboa.