Lexus

Topo de gama da Lexus recebe versão desportiva

A Lexus acaba de revelar no Salão de Nova Iorque a variante mais dinâmica do seu novo topo de gama. Tal como a variante convencional, o LS F Sport chega a Portugal em Janeiro do próximo ano.

Autor
  • António Sousa Pereira

Depois de, em Janeiro, dar a conhecer a nova geração da berlina LS, o seu modelo de topo, no Salão de Detroit, a Lexus elegeu o Salão de Nova Iorque para estrear a sua variante mais desportiva – o LS F Sport. Uma proposta que se distingue não só pela sua aparência de acordo com o nome que ostenta, mas também por uma série de elementos que visam aprimorar o desempenho dinâmico do veículo, e incrementar o grau de envolvimento de quem segue ao volante.

Apesar de disponível, nos mercados internacionais, com o motor 3.5-V6 biturbo a gasolina de 420 cv, ou com a motorização híbrida de 360 cv, em Portugal, e tal como acontece com o LS “normal”, o LS F Sport apenas será lançado na sua variante híbrida. Em ambos os casos, a chegada ao mercado está marcada para Janeiro de 2018.

Visualmente, os designers da Lexus aplicaram no LS F Sport uma nova grelha, que demorou cinco meses a ser desenvolvida, e recebeu 7100 ajustamentos individuais, até se alcançar o resultado pretendido em termos visuais e de textura, além de garantir uma refrigeração melhorada. A completar o look exterior estão as saias laterais e as aplicações na tampa da mala específicas, bem como as exclusivas jantes de liga leve de 20”.

Passando ao habitáculo, referência para os bancos dianteiros específicos do LS F Sport, com maior apoio lateral, revestidos a pele (perfurada ao centro, à semelhança do que acontece com o manípulo de comando da caixa) e camurça (o mesmo material que reveste o tejadilho) e com aplicações em alumínio. Ao mesmo tempo, o painel de instrumentos oferece uma configuração específica, oriunda do superdesportivo LFA, e a pedaleira é em alumínio. Está ainda disponível, em opção, um interior em vermelho, ainda mais desportivo, e exclusivo das versões F Sport.

Para aumentar a eficácia dinâmica, sobretudo quando se impõem ritmos mais intensos, o LS F Sport monta jantes de 20”, revestidas por pneus de medida 245/45 na frente, e 275/40 atrás, discos de travão de maiores dimensões (actuados por pinças dianteiras de seis pistões, e traseiras de quatro pistões), quatro rodas direcionais (apenas nas versões de tracção traseira), direcção de desmultiplicação variável e uma suspensão de afinação desportiva, com uma função de variação rápida da altura ao solo. A motorização híbrida de 360 cv garante ao LS F Sport uma aceleração de 5,2 segundos nos 0-96 km/h, ao mesmo tempo que, quando as condições de utilização assim o permitem, está apta a desligar o motor a velocidades de até 140 km/h.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
10 de junho

A função social da esquerda /premium

Rui Ramos

Talvez a direita, noutros tempos, tenha tido o papel de nos lembrar que não somos todos iguais. As reacções ao discurso de João Miguel Tavares sugerem que essa função social é hoje da esquerda.

PAN

A culpa como arma final /premium

André Abrantes Amaral

Antes o pecador ia para o Inferno; agora destrói a Terra. A Igreja falava em nome de Deus; o PAN fala em nome do planeta. Onde foi buscar tal ideia é o que a democracia tem tido dificuldade em perguntar

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)