504kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Egito. Descobertas oito múmias num antigo túmulo perto de Luxor

Este artigo tem mais de 5 anos

O túmulo, pertencente ao nobre Userha, foi construído durante a 18ª Dinastia. Além das oito múmias, foram descobertas mais de mil estátuas funerárias.

O túmulo fica localizado na necrópole de Draa Abul Nagaa, perto de Luxor
i

O túmulo fica localizado na necrópole de Draa Abul Nagaa, perto de Luxor

Getty Images

O túmulo fica localizado na necrópole de Draa Abul Nagaa, perto de Luxor

Getty Images

Um grupo de arqueólogos egípcios descobriu, perto de Luxor, um antigo túmulo com oito múmias, vários sarcófagos coloridos e mais de mil estatuetas funerárias. A descoberta, com mais de 3.500 anos, foi, de acordo com a France-Presse, classificada como muito “importante”.

Construído na 18ª Dinastia para Userha, um nobre que exerceu o cargo de juiz, o túmulo foi reaberto mais tarde, durante a 21ª Dinastia, para receber outras múmias. Numa altura em que o roubo de sepulturas era muito comum, estas terão sido colocadas no interior do túmulo, localizado na necrópole de Draa Abul Nagaa, perto do Vale dos Reis, para as proteger. Ou, pelo menos, é isso que acreditam os arqueólogos.

“Não estávamos à espera de encontrar tantas coisas no seu interior”, disse aos jornalistas o ministro das Antiguidades do Egito, Khaled el-Enany, durante uma visita guiada ao local. Explicando que o túmulo, em forma de T, inclui “um átrio retangular, um corredor e uma câmara interior”, Khaled el-Enany referiu que, além dos sarcófagos, foi ainda encontrado “um número elevado de ushabti, mais de mil”. Os ushabti, pequenas figuras esculpidas, eram colocadas no interior dos túmulos egípcios para ajudar o defunto na vida após a morte. “Esta é uma descoberta importante”, considerou o ministro, citado pela France-Press.

Além das duas primeiras salas, os arqueólogos descobriram ainda uma terceira, que ainda não foi completamente escavada. De acordo com el-Enany, as escavações vão continuar a decorrer. Nevine el-Aref, porta-voz do Ministério das Antiguidades, disse à France-Presse que “existem evidências que podem vir a ser encontradas novas múmias no futuro”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.