O balanço final do desabamento de lixo num bairro de lata da capital do Sri Lanka, Colombo, é de 32 mortos, segundo as autoridades, que terminaram esta quarta-feira as buscas nos destroços, cinco dias depois do acidente.

O exército esteve encarregado da limpeza das toneladas de lixo que desabaram na sexta-feira sobre 145 casas dos bairros da lata que rodeiam a lixeira de Kolonnawa, no limite nordeste de Colombo.

“O balanço final é de 32 (mortos), e pessoas que pensámos estarem desaparecidas foram encontradas”, declarou o porta-voz do exército Roshan Seneviratne.

O local da catástrofe e as zonas em redor foram declaradas não adequadas para habitação e em poucos meses será encontrada uma solução de alojamento permanente para as centenas de desalojados, prometeu o primeiro-ministro, Ranil Wickremesinghe.

Estando inutilizada a lixeira, desde sexta-feira que o lixo se acumula nas ruas de Colombo, atraindo corvos e cães vadios.