Quase dez anos depois do desaparecimento de Madeleine McCann — que aconteceu a 3 de maio de 2007 –, um novo documentário, a ser emitido por um canal de televisão australiano, promete trazer “grandes desenvolvimentos” a uma das investigações mais mediáticas dos útimos tempos.

O canal Channel 7 partilhou esta semana um teaser do documentário que vai ser exibido no próximo domingo, dia 23, às 20h30 (hora local). Apesar de curto, com menos de um minuto de duração, o vídeo promete um “evento marcante” na televisão e um trabalho jornalístico que vai revelar “provas inéditas” sobre o que aconteceu à pequena Maddie. Ainda no teaser é possível ouvir o cientista forense Dave Barclay dizer que este é o caso “mais desconcertante” que alguma vez viu.

O documentário contou com a participação do inspetor da Polícia Judiciária Gonçalo Amaral, além de ter sido realizado com a colaboração dos pais de Maddie. Ao canal de televisão, Kate e Gerry McCann revelaram o “horror” sentido no momento em que se aperceberam da cama vazia de Maddie perto de uma janela aberta.

Ainda esta semana foi notícia a entrevista que uma ama de Maddie deu ao tablóide The Daily Mirror, dizendo que o resort da Praia da Luz era perigoso e apontando o dedo à polícia portuguesa.