O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, criticou esta terça-feira o “discurso dúplice” do Governo em relação à União Europeia, acusando os partidos que o apoiam de terem “uma agenda definida para que Portugal saia do Euro”.

São aqueles que nos governam hoje, aqueles que mais batem na Europa, que mais maldizem a Europa, que mais culpam a Europa e hoje já nem sequer o disfarçam, como se se tratasse de uma coisa menor os partidos que apoiam o Governo têm uma agenda definida para que Portugal saia do euro, para combater esta União Europeia”, afirmou Passos Coelho.

O líder social-democrata criticou ainda as “muitas contradições” do Governo e da “maioria que o suporta” e questionou: “por que razão aqueles que nos governam têm um discurso tão dúplice quando olham para a União Europeia?”.

Passos Coelho falava durante a apresentação da candidatura de Cancela Moura à presidência da Câmara Municipal de Gaia, sessão que contou também com a presença do dirigente nacional do CDS-PP Pedro Mota Soares e do eurodeputado Paulo Rangel.