A aterragem do X-37B , um avião militar não tripulado, que mais se parece com um autocarro espacial em miniatura, causou um “boom” sonoro ouvido em todo o estado, no passado domingo. O boom não é o centro da história, mas o secretismo em torno da missão em que esteve envolvido.

Tudo aconteceu no Centro Espacial Kennedy da NASA, na Flórida, após o avião ter completado uma viagem espacial que durou aproximadamente dois anos, relatou a Força Aérea dos EUA. O som causado pela aterragem do também conhecido como Orbital Test Vehicle, ou OTV, foi ouvido às 7h47 (12h47, em Portugal Continental).

O avião espacial de nove metros (29 pés) foi lançado em maio de 2015 da estação da Força Aérea próxima de Cabo Canaveral, a bordo de um foguete Atlas 5, construído pela United Launch Alliance, uma parceria entre a Lockheed Marin e a Boeing. É uma das duas aeronaves da frota aérea norte-americana e realizou experiências não especificadas durante os dois anos que passou na órbita espacial. Esta foi a quarta e mais longa missão realizada para o programa secreto, gerido pelo Escritório de Capacidades Rápidas da Força Aérea.

As mesmas autoridades disseram à Fox News que este é um “programa de teste experimental, para experimentar tecnologias para uma plataforma confiável, reutilizável e não tripulada para testes espaciais para a Força Aérea dos EUA.”

Os orbitadores testam a redução de risco, experiências e desenvolvimento do conceito de operações para tecnologias de veículos espaciais reutilizáveis”, relatou a Força Aérea americana ao The Guardian, sem fornecer detalhes.

A Secure World Foundation, uma organização sem fins lucrativos que promove a exploração pacífica do espaço, diz que este regresso em segredo do X-37B sugere que pode haver um um hardware relacionado com a inteligência que está a ser avaliado ou testado a bordo. Há ainda especulações sobre atividades de espionagem ou testes de uma arma secreta.

A aterragem de domingo foi a primeira realizada na Florida. As três precedentes (dezembro de 2011, junho de 2012 e outubro de 2014) tiveram lugar na base da Força Aérea em Vandenberg, na Califórnia. A aeronave já realizou quatro missões e está em vias de realizar uma quinta, que acontecerá ainda em 2017 na estação da Força Aérea em Cabo Canaveral, no sul do Centro Espacial Kennedy.

Os objetivos destas missões permanecem sob secretismo, uma vez que a Força Aérea não forneceu informações. Atualmente, apenas duas experiências realizadas no espaço foram reconhecidas pela Força Aérea dos EUA.