Parlamento Europeu

“O pior para os portugueses já passou”, garante Presidente do Parlamento Europeu

O Presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, diz que, para Portugal, "o pior já passou". Em declarações à TSF, Tajani elogia os esforços pelos quais os portugueses passaram nos últimos anos.

Antonio Tajani reforça que tem trabalhado de perto com os membros portugueses e fica feliz com o facto de poder "contar com o apoio de uma nação cujo povo sempre foi dedicado à Europa".

MIGUEL A. LOPES/LUSA

O Presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, diz que para Portugal “o pior já passou”. Em declarações à TSF, Tajani elogia ainda os esforços pelos quais os portugueses passaram nos últimos anos.

“Sou um verdadeiro amigo de Portugal. Nas palavras do nosso poeta, Fernando Pessoa, porque ele era português e europeu, também considero que Portugal é o rosto da Europa, a olhar para o Mundo.” É assim que Antonio Tajani começa por se afirmar no início da entrevista à rádio TSF, partilhada esta segunda feira.

Elogio os feitos e sacrifícios que o povo português fez durante a difícil crise económica. Não tem sido fácil, ainda é difícil, mas graças à sua coragem e orgulho, estou convencido que o pior já passou”, defende o Presidente.

Antonio Tajani reforça que tem trabalhado de perto com os membros portugueses “nas suas relações entre a União Europeia e África, Brasil e a Ásia e Rússia” e fica feliz com o facto de poder “contar com o apoio de uma nação cujo povo sempre foi dedicado à Europa”.

O líder do Parlamento Europeu fala ainda nos desafios que tem pela frente, nomeadamente no que diz respeito à imigração e as “suas causas”.

Precisamos de encorajar mais África, através da diplomacia económica. Portugal tem um papel decisivo a desenvolver na esfera lusa. Estou disposto a trabalhar com a comunidade de língua portuguesa. E o mesmo é válido para a América do Sul, e o Brasil, em particular”, defendeu.

Para Tajani, as ligações históricas e culturais e os valores e aspirações comuns são uma mais valia e termina com a intenção de melhorar a relação “com a América latina avançando com negociações no Mercosul, criando uma economia mais forte, bem como ligações políticas”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)