O Estado Islâmico divulgou esta terça-feira um vídeo, cuja autenticidade ainda não foi confirmada, em que um coronel russo é decapitado com uma faca. O vídeo, onde se fala em russo, foi difundido no dia em que em Moscovo se celebra o aniversário da vitória russa sobre a Alemanha Nazi, em 1945, nota a agência Reuters.

Evgeny Petrenko é o nome do homem que, a acreditar na autenticidade do vídeo, terá sido morto pelo militante do autoproclamado Estado Islâmico. “Este idiota acreditou nas promessas do Governo dele, de que não seria abandonado caso fosse capturado”, diz o homem antes de se ajoelhar e aplicar o golpe no pescoço do russo.

O vídeo, de 12 minutos de duração, foi difundido originalmente pela Furat Media, tendo sido recolhido pelo site norte-americano SITE. Contactados pela Reuters, o Ministério da Defesa russo e a agência FSB, para a qual trabalhava Petrenko, não se disponibilizaram para comentar.

Desde 2015, cerca de 30 homens russos morreram na Síria, onde Vladimir Putin apoia o regime de Bashar Al-Assad na luta contra os militantes que o querem tirar do poder.