437kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Salvador Sobral foi "literalmente perfeito". Saiba o que se diz lá fora

Este artigo tem mais de 5 anos

Salvador Sobral qualificou-se para a final da Eurovisão. Espectadores e comentadores por toda a Europa (e Austrália) continuam de olhos postos no português. Descubra algumas das reações.

7 fotos

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Salvador Sobral qualificou-se esta terça-feira para a final da Eurovisão com o tema “Amar Pelos Dois”, numa clara divergência de estilo face às outras atuações. E espectadores e comentadores por toda a Europa (e Austrália) continuam de olhos postos no português que é o segundo preferido à vitória nas casas de apostas.

O vídeo da atuação de Salvador, publicado na página oficial do Festival da Canção, atingiu na manhã dsta quarta-feira um milhão de visualizações. Atrás segue a concorrente da Albânia, com quase meio milhão. Nas redes sociais, onde as opiniões foram trocadas em tempo real, foram muitos os comentários de louvor à prestação portuguesa – muitos deles de estrangeiros. E isso não escapou aos media em quase todo o mundo. Reunimos algumas das principais reações.

Espanha

É de Espanha que vem o maior apoio a Salvador Sobral. Com o seu próprio concorrente, Manel Vanarro, qualificado automaticamente para a final, nuestros hermanos têm dado destaque ao português.

O maior de todos vem da RTVE, que não só deu destaque na sua homepage para a qualificação de Salvador como garante que “uma semi-final bastou para que se tornasse o favorito da Eurovisão. “Mais simples, menos ambicioso e mais delicado, já se colocou como adversário a Francesco Gabbani, de Itália, até agora primeiro classificado nas apostas”, escreve a televisão pública espanhola com o destaque que vemos na imagem em cima.

Já o El País diz que a qualificação de Portugal vem “com pouca surpresa” e coloca Salvador entre “os dez favoritos a vencer o festival”.

Reino Unido

A concorrente do Reino Unido, Lucie Jones, está também automaticamente qualificada para a final de sábado, mas nem por isso a imprensa deixou de prestar atenção à concorrência ontem apurada para a final. Muitos destacam a canção de Salvador como uma forte candidata.

“Salvador Sobral deu uma prestação comovente” e parece que “deixou o público a comer da palma da sua mão”, escreve o The Telegraph. E, apesar de Portugal ser o país que concorre há mais tempo sem nunca ter ganho, “podem ganhar tudo este fim-de-semana”. Escreve ainda o jornal britânico que “Salvador é um mistério, e um mistério que pode muito bem surpreender todos”. O The Guardian também destaca Salvador como um dos preferidos do público. “A voz de um anjo”, escreve o The Sun em maiúsculas.

“Altamente apostado” é como a BBC descreve o cantor que, garante, “recebeu uma das mais calorosas receções”.

Austrália

Convidados para a edição deste ano e representados pelo jovem Isaiah e a música “Don’t Come Easy” (que também passou à final), nem aos australianos escapou a participação portuguesa. O site News.com.au escreve que o português “derreteu corações e provocou uma das maiores ovações com o seu tema Disney-jazz”.

Irlanda

Brendan Murray é o escolhido dos irlandeses para viajar até Kiev. O seu futuro é decidido esta quinta-feira, na segunda semi-final. Por enquanto, o site RTE escreve que Portugal recebeu “o maior aplauso” e que “pode muito bem ser a primeira vez que ganham”. “Absoluta e pura magia” diz o Irish Examiner sobre o tema português: “Literalmente perfeito”. Diz-se pela Irlanda que “o som vintage e autêntico dos anos 60 está destinado a ser um clássico da Eurovisão. Se fosse por nós, ganhava”.

Alemanha

A Alemanha é outro dos países que está automaticamente qualificado para a final de sábado, representado pela cantora Levina. “[A canção] é tão despretensiosa, tão diferente, e tão concentrada na música que se torna desadequada para o grande palco da Eurovisão”, explicam os alemães do Heute. Contudo, “uma vitória para Portugal? Não está excluída este ano”.

Bélgica

A canção “City Lights”, da belga Blanche, foi uma das mais aclamadas da noite de ontem e qualificou-se para a final sem grandes surpresas. Mas é importante “não esquecer Portugal”, escreve o Ciné Tele Revue, “que ousou ser o único país da primeira semi-final a cantar na língua materna” e cuja atuação “está na linha da frente para a vitória”.

Países Baixos

Os Países Baixos ainda vão decidir o seu rumo na competição esta quinta-feira, com as três irmãs OG3NE. Para já, o site RTL dá Salvador como “a revelação deste concurso”. Vão mais longe ao dizer “Quem teria pensado? Que aquele rapaz estranho que apareceu em palco a parecer o Joe Cocker ia roubar os corações da Europa inteira?”

Eslováquia

A Eslováquia não participa na Eurovisão desde 2012, mas o site Webnoviny destaca Salvador como “o preferido da primeira semi-final”.

Esta quinta-feira decide-se em Kiev quais serão os últimos países a integrar a Grande Final. Portugal já lá está, e promete continuar a correr tinta pelo mundo fora. Nas redes sociais não faltam os famosos memes, os elogios estrangeiros, e a hashtag #Salvadorable.

Eurovisão. Salvador Sobral é o segundo favorito dos europeus – saiba quem vai enfrentar

O vencedor da Eurovisão é conhecido sábado, dia 13 de maio. A cerimónia começa às 21h00 em Kiev (20h00 em Portugal) com transmissão em direto no YouTube da organização.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.