Sondagens

Sondagem. PS e PSD separados por 10 pontos, Governo e partidos menos populares

236

Barómetro da Eurosondagem de maio mostra PS e PSD a cair 0,3 pontos, mantendo uma distância segura de 10 pontos. Marcelo e Costa continuam os mais populares, Passos é o que perde mais.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

Tudo como antes. Sondagem de maio da Eurosondagem, para a SIC e Expresso, mostram PS e PSD em queda, mas mantendo a mesma distância um do outro. Ambos os partidos desceram 0,3 pontos percentuais nas intenções de voto em relação ao mês anterior, mas o PS, com 39% das intenções de voto, continua 10 pontos à frente do PSD, com 29%.

Segundo aquele barómetro, o PAN desce 0,2 pontos percentuais (ficando com 1,2%), mas os restantes partidos mostram tendências mais positivas. O CDS é o que mais sobe, com mais 0,5 pontos face ao mês de abril (para 6,9%), enquanto a CDU sobe 0,1 pontos percentuais (para 7,6%) e o BE mantém a mesma percentagem de votos (9%) face ao mês passado.

Em relação à popularidade, quase todos descem, ainda que mantenham um saldo positivo. Só o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, têm uma variação positiva de abril para maio. Marcelo sobe 0,5 pp, para um registo de 60,5% de popularidade, enquanto António Costa sobe 1,2 pp, para um total de 34,7%. O Governo, como um todo, desce 2,7 pontos percentuais.

Os líderes partidários descem todos face a abril, sendo Passos Coelho o que regista a variação maior (-1,5 pp), ficando com um total de 10,4% de popularidade. Assunção Cristas, líder do CDS, Catarina Martins, do BE, e o líder do PCP, Jerónimo de Sousa, registam exatamente a mesma perda (-0,9). Por ordem, eis os mais populares, do mais popular para o menos: Marcelo, Costa, Jerónimo de Sousa, Passos Coelho, Assunção Cristas e Catarina Martins.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)