Dia 18 de Maio, em Estocolmo, a Skoda vai revelar, na íntegra, o Karoq, modelo que só no segundo semestre do ano começará a chegar ao mercado, previsivelmente após marcar presença no Salão de Frankfurt, em Setembro, e que em Portugal será lançado no primeiro trimestre do próximo ano. Mas decidiu libertar já imagens em que o seu novo SUV compacto é fotografado no seu estado natural, sem qualquer camuflagem, se bem que ainda não na íntegra.

Ainda assim, o que é possível antever, seja a silhueta do modelo, os seus grupos ópticos, ou os dois pormenores do interior, desde já permite concluir que o estilo do Karoq segue de perto a linguagem de design introduzida pelo Kodiaq, o que estará longe de constituir uma surpresa, até por permitir identificá-lo de imediato com uma criação da marca checa. Não faltando aqueles pormenores já típicos das suas propostas, como os elementos cristalinos, a grelha com acabamento cromado ou o emblema da Skoda de grandes dimensões colocado no capot.

A casa de Mladà Boleslav anuncia para o Karoq, que é como que o “primo-direito” do Seat Ateca, com o qual partilha a plataforma e boa parte dos componentes mecânicos, 4.382 mm de comprimento, 1.841 mm de largura, 1.605 mm de altura e uma distância entre eixos de 2.638 mm (2.630 mm na versão de quatro rodas motrizes), assegurando que estas quotas são suficientes para garantir uma ampla habitabilidade e uma generosa bagageira, cuja capacidade varia entre 521 e 1630 litros. Por outro lado, com os cinco lugares montados, o volume da mala pode oscilar entre 479 e 588 litros, graças ao opcional sistema Varioflex – composto por três bancos individuais traseiros reguláveis, rebatíveis e removíveis (nesse caso, a capacidade máxima da mala passa a ser de 1810 litros).

O interior será, também ele, praticamente um decalque do do Kodiaq, tanto em termos de estilo como de decoração, destacando a Skoda a iluminação interior por LED (para a qual o condutor pode optar entre 10 cores distintas), as generosas saídas de ventilação dispostas verticalmente ou a consola central dominada pelo ecrã táctil do sistema de infoentretenimento. Uma das fotografias agora libertadas permite, ainda, concluir que existirão versões de tracção integral combinadas com a caixa pilotada DSG de dupla embraiagem e sete relações.

Aliás, e como o Observador já noticiou, o Koraq será proposto em versões de tracção dianteira ou integral, numa primeira fase com cinco motores, quatro deles novos: 1.0 TSI de 115 cv, 1.5 TSI de 150 cv (com sistema de desactivação de cilindros), 1.6 TDI de 115 cv, e 2.0 TDI ( 150 cv e 190 cv). A versão mais potente estará disponível exclusivamente com caixa DSG e sistema 4×4, e todos os Karoq contarão com selector dos modos de condução a partir do nível de equipamento Ambition.