O banco norueguês Norges Bank anunciou este sábado em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que passou a deter 2,19% do capital social do BCP, fruto de transações efetuadas a 11 de abril.

“De acordo com o artigo 17º do Código dos Valores Mobiliários, o Banco Comercial Português, S.A. (“BCP”) informa ter recebido do Norges Bank a comunicação anexa, dando nota que na sequência das transações efetuadas a 11 de abril de 2017, passou a deter uma participação de 2,19% no capital social do BCP”, lê-se no curto comunicado hoje colocado na página da CMVM.

Segundo a informação que consta atualmente no site do BCP, no final de 2016, o principal acionista do BCP era o grupo chinês Fosun com 16,67%, seguido da petrolífera Sonangol com 14,87%. Já o grupo EDP tem 2,15% do capital social.