Em Abril foi noticiado que Kyle Zak tinha acusado a empresa Bose de utilizar a aplicação oficial (Bose Connect) para recolher dados sobre os hábitos de consumo dos utilizadores sem que estes o autorizassem, sendo os dados vendidos posteriormente a outras empresas. Esta terça-feira a Bose reagiu publicamente às acusações e garante que nunca vendeu qualquer informação a terceiros.

Bose acusada de espiar utilizadores através de app

Segundo o comunicado divulgado pela marca, a app Bose Connect “recolhe informação comum de maneira a enaltecer a experiência de utilização e os produtos da marca”, no entanto, esta informação está escrita na política de privacidade da aplicação. Os dados recolhidos incluem informação do dispositivo, desempenho e utilização da aplicação e do produto. É ainda recolhida informação referente à música que está a ser reproduzida e ao volume, entre outros dados de utilização.

Em comunicado a Bose “dá garantias aos seus clientes de que nunca vendeu informação de utilizadores da marca a terceiros, nem nunca usou os dados para identificação pessoal de qualquer indivíduo”.

Os produtos Bose podem ser utilizados sem a aplicação móvel. Ainda assim, a Bose disponibilizou uma nova atualização da app que inclui uma opção para impedir a recolha de dados.