As autoridades encontraram esta quinta-feira a menina de nove anos que tinha desaparecido em Foz Côa. Foi encontrada em Istambul, na Turquia, após ter sido raptada pelo pai à saída da escola. O pai conseguiu viajar com a menina para Madrid, com recursos a documentos falsos, segundo avança a SIC Notícias.

Uma testemunha terá visto a criança a ser obrigada a entrar numa viatura, esta quarta-feira, junto à escola onde foi vista pela última vez. Os dois terão apanhado um avião em Madrid. Estas informações avançadas pela SIC Notícias resultam de uma operação conjunta levada a cabo pela Polícia Judiciária e as autoridades espanholas, que confirmaram que pai e filha apanharam um avião no aeroporto de Barajas.

“Foi o próprio pai que a levou. Embarcou ontem (quarta-feira), em Madrid, com documentos falsos de outra irmã”, disse o coordenador do departamento de investigação criminal da PJ da Guarda, José Monteiro.

O pai, de nacionalidade turca, não tinha contacto com a filha há seis anos desde que a mãe fugiu com a criança para Foz Côa. As autoridades suspeitam que o desaparecimento tenha resultado de um desentendimento entre os pais.

As autoridades policiais estiveram esta quinta-feira em Foz Côa no sentido de encontrar a menina, indicou à Lusa fonte da proteção civil municipal. Segundo a mesma fonte, as forças policiais estiveram toda a manhã a controlar as entradas e saídas do território envolvente a Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda.

A investigação está ser liderada pela PJ da Guarda.