Steve Jones é um sem-abrigo de 33 anos que costuma vaguear nas imediações da Arena de Manchester em busca das moedas que as muitas pessoas que lá vão sempre lhe dão. Esta segunda-feira era um desses dias. Foi para lá à noite à espera de ficar com dinheiro para comer. Acabou a ajudar muitas vítimas e uma mulher morreu-lhe nos braços.

Minutos depois do atentado bombista que provocou a morte de pelo menos 22 pessoas, Steve viu as pessoas a fugir. Começou por ajudar uma menina que tinha ferido as pernas e não sabia dos pais. Tratou de a levar a um dos locais de merchandising do concerto de Ariana Grande, que tinha terminado há pouco.

“Estava toda a gente feliz a sair do concerto, de repente ouvi uma explosão e segundos depois um clarão. Em seguida fumaça e muitos gritos. Caí no chão, mas o meu primeiro instinto foi levantar-me e ajudar”, conta Steve Jones à PressAssociation.

https://twitter.com/CupcakkeHub/status/867028066845032450

O homem de 33 anos ajudou também uma mulher de 60 anos com graves feridas na cabeça e nas pernas. Acabou por lhe morrer nos braços. “Ainda não consegui parar de chorar”, confessa o sem-abrigo. “Não consigo ultrapassar os gritos e o cheiro… Eu não gosto de dizer isto, mas cheirava a carne queimada”, conta.

Steve Jones, que dorme nas ruas de Manchester há mais de um ano, confessa-se horrorizado. “O mais chocante é que isto era um concerto dirigido para crianças”, diz.

Uma campanha de angariação de fundos foi entretanto iniciada. Michael Johns tomou a iniciativa e afirma que “uma pessoa que reage tão heroicamente numa situação destas, não pode estar nas ruas”. Ainda não entrou em contacto com Steve, mas está a tentar localizá-lo através de jornalistas.

“Esperamos que esta campanha ajude de alguma maneira o Steve a sair das ruas e, ao mesmo tempo, mostre gratidão pelas suas ações”, refere. Michael diz que se não o conseguirem encontrar, todas as doações serão devolvidas.

O ataque na Arena de Manchester provocou 22 mortos e 59 feridos.

O que já se sabe (e o que falta saber) sobre o ataque em Manchester