O ministro das Finanças acredita que o Produto Interno Bruto (PIB) vai crescer mais de 3% no segundo trimestre deste ano e que no total do 2017 poderá ficar acima dos 2%, superando a meta do Governo.

“Todos os indicadores que temos do segundo trimestre mostram uma aceleração homóloga muito significativa do crescimento. Isso pode significar, por exemplo, e esse número vou arriscá-lo, que o crescimento do segundo trimestre venha a ser superior a 3% em termos homólogos, dada a aceleração que estamos a assistir”, disse Mário Centeno em entrevista à Reuters.

Já para o total de 2017, o governante afirmou que é agora provável que o crescimento da economia fique acima dos 1,8% previstos inicialmente pelo Governo.

Já questionado sobre se concorda que este ano o mais certo é um crescimento claramente acima de 2%, Mário Centeno disse ser “pacífico afirmar tal coisa”, destacando que a economia não viveu apenas um trimestre de crescimento mas tem registado um “crescimento bastante forte desde o terceiro trimestre de 2016”.

O PIB cresceu 2,8% em termos homólogos no primeiro trimestre do ano, um crescimento trimestral homólogo que não se verificava desde os últimos três meses de 2007 e que superou as expectativas dos analistas. Já em cadeia, face ao trimestre anterior, a evolução foi de 1% entre janeiro e março.