Uma tentativa de assalto à mão armada em Penafiel a um homem com cerca de 40 anos, dono de duas ourivesarias, terminou num tiroteio que pôs quatro suspeitos em fuga, confirmou o Observador junto da GNR local. Não há registo de feridos e são mais de 30 os militares da GNR envolvidos nesta caça aos quatro homens – os três responsáveis pelo assalto e um quarto que terá vindo em seu auxílio.

O assalto ocorreu junto à Loja do cidadão, por volta das 14h30, quando o homem saia de um banco com uma mala que terá sido levado pelos assaltantes. De acordo com a fonte da GNR, o homem teria um elevado montante de dinheiro na mala. O assalto foi travado por um agente da PSP que já tinha saído do seu turno, mas encontrava-se ainda fardado na Loja do Cidadão, muito perto do local. Quando viu o assalto, o agente interveio e os homens começaram a disparar. Foi assim que a troca de tiros começou.

Os militares da GNR que estavam nas proximidades dirigiram-se para o local, mas os suspeitos fugiram antes num BMW preto, que foi mais tarde abandonado em Alfena, cidade do concelho de Valongo.

Os suspeitos fugiram “para parte incerta e as autoridades policiais estão a tentar identificá-los, mas ainda não foi possível até ao momento”, acrescentou a mesma fonte da GNR à Lusa. A investigação do caso está agora a ser coordenada pela Polícia Judiciária.