O social-democrata Fernando Ruas disse neste sábado que se o ministro das Finanças alemão comparou o homólogo português a Cristiano Ronaldo deve ter sido porque “se calhar viu um jogo” em que o internacional português “falhou alguma grande penalidade”.

“Eu gosto da linguagem futebolística mas quando se diz que o ministro das Finanças alemão compara o nosso ministro das Finanças ao CR7, ele viu se calhar um jogo em que o Cristiano Ronaldo falhou alguma grande penalidade e foi de facto uma noite mal conseguida”, disse Fernando Ruas quando intervinha esta tarde na Maia, distrito do Porto, na Convenção Autárquica do PSD.

De acordo com a ‘newsletter’ da versão europeia do jornal norte-americano Político, o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, terá comparado o ministro das Finanças português, Mário Centeno, ao jogador de futebol Cristiano Ronaldo, na última reunião do Ecofin, na quinta-feira.

O ex-presidente da câmara de Viseu e da Associação Nacional de Municípios portugueses disse não estar “convencido” com “aquele impertiganço do Mourinho das Finanças”, considerando que “foi um impertiganço para televisão ver e não passou daí”.

“Deram a entender que estamos no melhor dos mundos. Mas precisamos dos autarcas do PSD para reivindicar e chamar à coacção aquilo que o país merece”, referiu o social-democrata que participava na sessão enquanto presidente do congresso do PSD. Ruas disse que “até gosta muito da linguagem futebolística” porque “não sendo o futebol, uma escola de virtudes, ainda vale a pena ir lá buscar alguma coisa”.

“Quando no futebol alguém rasteira o adversário, é falta. Na política não. Quando alguém salta com as mãos nos ombros do adversário, é falta, na política não. Quanto mais se afundar o adversário, tanto melhor”, disse.