O ciclista holandês Tom Dumoulin (Sunweb) conquistou neste domingo a geral individual da 100.ª Volta a Itália em bicicleta, ao ser segundo no contrarrelógio da última etapa, vencida pelo compatriota Jos van Emden (Lotto NL-Jumbo). Emden cumpriu a ligação de 29,3 quilómetros entre Monza e Milão em 33.08 minutos, com Dumoulin a demorar mais 15 segundos, ultrapassando o anterior camisola rosa, Nairo Quintana (Movistar), que ‘caiu’ para segundo, ao terminar a 1.24 minutos do holandês.

O italiano Vincenzo Nibali (Bahrain Mérida), vencedor em 2016, terminou em terceiro na geral, com o francês Thibaut Pinot (FDJ) em quarto e o russo Ilnur Zakarin (Katusha Alpecin) em quinto.

Dumoulin, que confirmou o favoritismo no ‘crono’ e venceu a primeira grande Volta da carreira, tinha sido primeiro na 10.ª e 14.ª etapas da prova, tendo envergado a camisola rosa do 10.º ao 18.º dia, entregando-a a Quintana, vencedor da ‘corsa rosa’ em 2014 e um dos favoritos à geral. No entanto, Quintana não conseguiu segurar a vantagem de 53 segundos que tinha sobre o vencedor do 100.º Giro.