O canoísta olímpico José Carvalho lesionou-se e regressa esta segunda-feira ao Porto para realizar exames complementares à lesão contraída em Tace, Eslováquia, nos treinos para os Europeus de slalom.

“Foi no domingo em treino na água. Um treino normal. O slalom tem movimentos muito bruscos e com algum impacto para o ombro, com travagens e viragens… Foi um treino normal, mas acabou por se lesionar”, lamentou o presidente da federação, Vítor Félix.

Em declarações à Lusa, o dirigente relatou o sucedido, dizendo que José Carvalho “foi logo assistido por um fisioterapeuta e encaminhado para o hospital onde fez uma radiografia”.

Acharam melhor vir para Portugal fazer uma ressonância magnética e avaliar a lesão. Estamos com medo da avaliação da própria lesão, pois pode inviabilizar a época”, disse.

Se os Europeus, que decorrem de quinta-feira a domingo em Tacen, já estão perdidos, a federação espera que a lesão não tenha a “gravidade prevista” e permita a José Carvalho disputar ainda os Mundiais de setembro, em França. “Para já inviabilizou o Europeu. A ver o que implicará na época”, desabafou o presidente da federação, que revelou que José Carvalho será avaliado na clínica médica do exercício, no Porto.

José Carvalho, que esta época já tinha subido ao pódio em várias provas internacionais, foi nono na prova de C1 de slalom dos Jogos Olímpicos Rio2016. A representação portuguesa nos Europeus da Eslováquia fica agora entregue a aos K1 Ivan Silva (Águas Bravas Clube), Antoine Launay (Darque KC) e Damien Launay (Darque KC)