Já estabelecida no território, através das joint-ventures criadas com o grupo China FAW e a SAIC, o Grupo Volkswagen vai, agora, aumentar a sua presença no maior mercado automóvel no planeta, através de mais uma joint-venture cuja formação foi já aprovada pelas entidades reguladoras locais. O parceiro eleito foi, desta feita, a JAC Motor, e a nova empresa destina-se a produzir automóveis totalmente eléctricos, a uma cadência de 100 mil unidades/ano, já a partir de 2018.

Um projecto implica um investimento da ordem dos 660 milhões de euros, e deverá arrancar muito em breve, logo que estejam satisfeitos os procedimentos administrativos necessários para que o contrato entre as duas partes possa ser, formalmente, assinado.

Esta iniciativa não deixará de contribuir, ainda, para reforçar a posição da Volkswagen enquanto maior construtor automóvel estrangeiro na China, mercado onde já afirmou pretender vender, anualmente, 400 mil automóveis eléctricos e híbridos a partir de 2020. A que haverá, agora, que juntar os 100 mil a produzir em conjunto com a JAC.