Cimeiras

Cimeira Ibérica. Fronteira com Espanha é “ponto de união” e não linha de separação, diz António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, sublinhou as relações "muito fortes e integradas" entre Portugal e Espanha, sustentando que a fronteira deve ser um "ponto de união" e não uma "linha de separação".

A 29.ª cimeira bilateral entre Portugal e Espanha arrancou na segunda-feira e termina esta terça-feira

ESTELA SILVA/LUSA

O primeiro-ministro, António Costa, sublinhou esta terça-feira as relações “muito fortes e integradas” entre Portugal e Espanha, sustentando que a fronteira entre os dois países deve ser um “ponto de união” e não uma “linha de separação”.

“O objetivo é fazer da fronteira, que era uma linha de separação, um ponto de união entre os nossos países, povos e economias. Para esta união o papel das empresas é absolutamente essencial”, defendeu António Costa que falava em Vila Real no segundo de dois dias de cimeira ibérica entre Portugal e Espanha.

No final da cimeira empresarial luso-espanhola, que decorreu em paralelo com a cimeira entre os executivos dos dois países, Costa lembrou a necessidade de se trabalhar “dia após dia em conjunto”, valorizando a relação económica “muito forte” entre Portugal e Espanha.

“Para termos uma noção, a Espanha exporta para Portugal mais do que exporta para toda a América Latina. E Portugal exporta só para Espanha mais do que exporta para a Alemanha e França no seu conjunto”, declarou.

O chefe do executivo português disse ser necessário “transformar esta força” de proximidade “numa capacidade crescente” de ambos os países serem “mais fortes em conjunto no mercado europeu e global”.

Depois, António Costa lembrou que a cimeira entre os dois executivos decorre em Vila Real, no interior do país, e centra-se na cooperação transfronteiriça, numa “nova visão” sobre o território de ambos os países.

“Se queremos ter maior coesão territorial e queremos desenvolver o que está por desenvolver, é nestas regiões que temos de priorizar o esforço de desenvolvimento”, realçou.

A 29.ª cimeira bilateral entre Portugal e Espanha arrancou na segunda-feira e termina esta terça-feira. Serão assinados no final do encontro vários acordos entre os dois países, no que pretende ser um reforço da cooperação transfronteiriça em áreas como energia, infraestruturas e ambiente.

As cimeiras ibéricas são reuniões anuais bilaterais lideradas pelo chefe do Governo de Espanha e pelo primeiro-ministro de Portugal e nas quais se discutem questões de interesse para ambos os executivos e projetos de cooperação entre os dois países.

Esta é a primeira reunião do género com António Costa como chefe do Governo de Portugal, já que em 2016 não decorreu a cimeira devido à conjuntura política de Espanha, na altura com um executivo de gestão.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)