A Polícia Judiciária (PJ) de Portimão deteve na ilha da Madeira um homem suspeito de atacar a ex-companheira com ácido na via pública, em Alvor, causando-lhe queimaduras e ferimentos graves, informou esta terça-feira a força policial.

Segundo a PJ, o crime remonta à noite de 6 de maio, quando o suspeito, de 34 anos, “na sequência da rutura sentimental entre ambos, procurou vingar-se” da vítima, de 28 e britânica, lançando-lhe ácido em várias partes do corpo, com a ajuda de um cúmplice.

“Em execução de um plano previamente gizado, obteve o auxílio de um terceiro indivíduo, o qual na noite do dia 6 de maio, na zona de Alvor, Portimão (distrito de Faro), atingiu a vítima com ácido”, lê-se no comunicado da PJ.

Mais de três semanas depois, o homem, sem atividade profissional e já com antecedentes criminais, foi identificado e detido na ilha da Madeira ao abrigo de uma operação do Departamento de Investigação Criminal de Portimão da PJ. O detido, suspeito do crime de homicídio na forma tentada, vai agora ser presente às autoridades judiciárias.

Na altura, a vítima foi transportada para o Centro Hospitalar do Algarve, mas a gravidade dos ferimentos obrigou à sua transferência para a Unidade de Queimados do Hospital de S. José, em Lisboa.