O preço do barril de petróleo Brent, para entrega em julho, encerrou esta segunda-feira no mercado de futuros de Londres nos 52,25 dólares, um aumento de 0,19% face à sessão de sexta-feira.

O crude do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou a sessão no International Exchange Futures com um aumento de 0,10 dólares em comparação com a última negociação, quando fechou nos 52,15 dólares.

Num dia em que muitos mercados estiveram fechados (por ocasião de feriados), como foi o caso da bolsa de Londres, os mercados de Wall Street e alguns asiáticos, o preço do barril oscilou entre o mínimo de 51,89 dólares e o valor máximo de 52,61 dólares.

O preço do Brent voltou a recuperar após as quedas verificadas depois da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e de outros grandes produtores de petróleo, responsáveis por mais de metade da oferta petrolífera mundial, terem decidido prolongar até março de 2018 os cortes na oferta em vigor desde janeiro.

A extensão da medida, que já estava em vigor há vários meses, não provocou até agora a esperada subida de preços nos países produtores.