O Governo confirmou nesta quinta-feira que foi “feita recentemente” uma atualização ao cenário macroeconómico tendo sido identificada “uma poupança na ordem dos 250 milhões de euros” decorrente da descida dos juros que se tem verificado.

A informação foi inicialmente avançada pelo presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, que considerou positiva a saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo (PDE), revelando que o ministro das Finanças avançou, na reunião desta tarde com os parceiros sociais, que haverá uma poupança adicional de 250 milhões de euros por ano.

“Esta saída do PDE é positiva para Portugal, quer em termos da confiança que merecemos, quer em juros. E o senhor ministro revelou hoje que vai haver um alívio na ordem dos 250 milhões de euros por ano, o que é uma boa notícia”, afirmou António Saraiva aos jornalistas à saída da reunião da Concertação Social.

Questionado pela Lusa sobre estas declarações, o Ministério das Finanças confirmou que “a atualização do cenário feita recentemente, comparativamente com o Programa de Estabilidade, identificou uma poupança na ordem dos 250 milhões de euros por ano” e acrescentou que esta poupança decorre da “baixa dos juros verificada nas últimas semanas”.