A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, anunciou, esta quinta-feira, que a dotação financeira da linha de apoio à valorização turística do interior, o programa Valorizar, vai ser duplicada, disponibilizando mais 10 milhões de euros.

“Vamos duplicar o valor do programa Valorizar”, criado pelo Governo “há cinco ou seis meses”, com o objetivo de “promover a diversificação da oferta nos territórios de baixa densidade”, revelou à agência Lusa a governante, em Évora.

À margem da Conferência “Turismo Sustentável” Green Project Awards (GPA), Ana Mendes Godinho afirmou que o Valorizar vai “passar a ter, neste momento, mais 10 milhões” de euros disponíveis “para projetos de diversificação da oferta no interior” do país.

A linha de apoio “teve uma procura tal que sentimos essa necessidade, de duplicar o orçamento”, frisou a secretária de Estado.

Este programa foi lançado pelo Governo no final de dezembro passado, com uma dotação inicial de 10 milhões de euros, estando as candidaturas a decorrer até 31 de dezembro de 2017.

A medida pretende apoiar o investimento em iniciativas e projetos com interesse para o turismo, que promovam a coesão económica e social do território, e contempla ainda iniciativas que visem a estruturação de programas de visitação turística no interior e o desenvolvimento de calendários de eventos com potencial turístico e com impacto internacional.

Questionada pela Lusa, Ana Mendes Godinho congratulou-se ainda com o nível de confiança médio no desempenho do setor do turismo, que atingiu, em maio, 84,3%, o valor mais elevado de sempre no barómetro do Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT).

“É um valor histórico desde que é monitorizada a confiança no turismo em Portugal” e indica que “há uma grande mobilização e confiança de todos” para se entender que “o turismo é, de facto, uma atividade com grande dinamismo em Portugal, mas também com perspetivas de futuro”, disse.

O encontro sobre turismo sustentável que está a decorrer, esta quinta-feira, em Évora é o primeiro do Ciclo de Conferências GPA 2017, numa organização dos Green Project Awards, promovidos pela Agência Portuguesa do Ambiente, associação ambientalista Quercus e da GCI, em colaboração com o Turismo de Portugal.