O famoso golfista Tiger Woods foi preso na passada segunda-feira por conduzir sob efeito de medicação. E, ontem, a polícia da Florida divulgou o vídeo gravado pelas suas próprias câmaras onde se percebem as dificuldades do golfista em seguir as instruções dos agentes: não conseguia manter o equilíbrio ou sequer andar em linha reta. Foi então a polícia o deteve.

“Não houve álcool envolvido, mas sim uma reação inesperada a medicamentos prescritos”, explicou Tiger Woods citado pela BBC. O golfista norte-americano, que tinha sido operado, reconheceu a gravidade do ato, admitindo que desconhecia os efeitos da mistura dos comprimidos.

O vídeo da detenção foi divulgado e já se tornou viral. A polícia fez vários exercícios para testar a sobriedade do golfista: um deles era andar em linha reta, algo que foi incapaz de fazer.

Tiger Woods, que recupera de uma cirurgia à coluna, aproveitou ainda para pedir perdão “com todo o coração à minha família, aos meus amigos e aos fãs”. “Eu também espero mais de mim”, disse.

O golfista foi detido na localidade de Jupiter, Palm Beach, na Florida, na madrugada de segunda-feira, por volta das 3h.