Uma mulher de 46 anos morreu, alvo de um disparo, durante uma manifestação no estado venezuelano de Lara, elevando para 62 o número de vítimas mortais nos últimos dois meses de protestos no país, informaram as autoridades.

O Ministério Público indicou, através da rede social Twitter, que está a ser investigada “a morte de María Rodríguez (46), que foi alvo de um disparo durante uma manifestação” na localidade de El Cují.

Esta morte faz subir para 62 o número de fatalidades desde que a oposição iniciou, no passado dia 1 de abril, uma série de protestos para exigir eleições e a abertura de um canal humanitário para facilitar a chegada ao país de alimentos e medicamentos.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou uma Assembleia Constituinte como forma de sair da crise política.