A Direção Nacional de Veterinária de Moçambique interditou a importação de produtos avícolas do Zimbábue devido a um surto de gripe das aves registado naquele país, anunciou a instituição esta terça-feira.

A par da proibição, o diretor nacional de veterinária, Américo Conceição, pediu aos produtores em Moçambique para “aumentarem a vigilância” em relação a sintomas de doença nos seus aviários, de acordo com declarações prestadas à edição de hoje do jornal Notícias. O Zimbábue faz fronteira com o centro e sul de Moçambique.

As autoridades daquele país abateram 700 mil frangos na quinta-feira, depois de ter sido detetado um surto de vírus Influenza Aviária H5N8 numa unidade de produção.

Apesar de nunca ter havido “registo em humanos” daquele tipo de vírus, “é necessário observar medidas de biossegurança para evitar riscos de contaminação”, concluiu Américo Conceição.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) refere que a possibilidade de infeção humana não deve ser excluída, embora a probabilidade seja baixa.