Primeiro foram as agências, como a Reuteurs e a AFP. Depois começaram os sites dos principais jornais e televisões. A tragédia provocada pelo incêndio em Pedrógão Grande faz notícia em quase todo o mundo.

A maioria dos jornais usa a mesma foto: aquela em que as chamas engolem uma estrada e os sinais de trânsito. Os títulos também não diferem muito: falam das mortes quando os números eram ainda apenas 19.