O conselho de administração do Banco Africano de Desenvolvimento aprovou uma subvenção de um milhão de dólares para financiar o projeto de Assistência Técnica de Ligações Empresariais do Corredor de Nacala, anunciou esta quinta-feira em comunicado.

A verba será atribuída ao Governo de Moçambique através do Fundo de Assistência ao Setor Privado Africano (FAPA, sigla inglesa) e o projeto vai decorrer ao longo de três anos.

O trabalho está em linha com o esforço do BAD para promover o desenvolvimento inclusivo do setor privado e as ligações das PME com grandes investimentos”, anunciou o BAD – que realizou diversos investimentos em infraestrutura para apoiar o corredor de Nacala.

Este corredor consiste numa linha férrea que liga o interior de Moçambique e o Malaui a um porto na cidade de Nacala, sendo usado sobretudo para escoar carvão, produto que passou este ano a liderar as receitas de exportação moçambicanas.

O setor da construção civil é o principal alvo da iniciativa, para que as empresas tirem partido das oportunidades de desenvolvimento relacionadas com o corredor.

A assistência técnica vai promover formação e acompanhamento nas áreas de gestão de negócios e capacidade institucional.