Actualmente no mesmo patamar de desenvolvimento que, por exemplo, outro modelo icónico para os europeus, o Land Rover Defender, a verdade é que o Ford Bronco – todo-o-terreno que inscreveu o seu nome na história do automóvel em Terras do Tio Sam –, pode estar mais perto do regresso que muitos pensam. Sendo que, depois de um primeiro concept a fazer antever o renascimento de um modelo “à americana”, fabricado pela primeira vez em 1966 e descontinuado 30 anos depois (1996), um novo protótipo vem confirmar as intenções do fabricante. Embora, desta feita, não num salão, mas através de uma aparição no grande ecrã, com a participação no filme Rampage. Para passar em seguida à produção?

O filme, que tem como protagonista o conhecido actor Dwayne “The Rock” Johnson, resulta de um videojogo com o mesmo nome, lançado em 1986, em que monstros gigantes destruíam cidades. Com estreia prevista nos EUA para Abril de 2018, a película conta igualmente com um novo protótipo daquele que poderá ser o futuro Ford Bronco, escolhido como veículo de transporte da dupla principal, Dwayne Johnson e Naomie Harris.

O concept que participa em Rampage surge mais de uma década após a apresentação do primeiro protótipo, dado então a conhecer no Salão Automóvel de Detroit. Embora, segundo avança a imprensa internacional, pouco ou nada tenha a ver com aquela que poderá ser a versão de produção, que se deverá assemelhar mais ao SUV Everest que a Ford já comercializa na Europa.

De resto, o primeiro concept surgia equipado com um quatro cilindros turbodiesel 2,0 litros, acoplado a uma caixa manual de seis velocidades, solução que dificilmente passará para um futuro modelo de produção, o qual deverá envergar, ao que tudo indica, um bloco EcoBoost Turbo, a debitar mais de 300 cv!

Com o publicitar de mais um protótipo, agora no grande ecrã, a Ford espera continuar a aumentar as expectativas relativamente a um modelo que ganhou fama não só nos EUA, mas em vários outros países do continente americano. Mas cuja futura versão de produção só deverá aparecer, muito provavelmente, em 2020. Quase de certeza, e mais uma vez, numa das edições futuras do Salão de Detroit.