Os anúncios em Diário da República de concursos e contratos públicos celebrados aumentaram em maio em termos homólogos e mensais para 1.102, um dos valores mais elevados desde janeiro de 2014.

Segundo a síntese mensal da contratação pública do Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção (IMPIC), os 1.102 anúncios totalizam um montante de 627 milhões de euros.

Deste total, as empreitadas de obras públicas representaram 305 milhões de euros (49%), pertencendo o restante (322 milhões de euros) a contratos de bens e serviços (51%).

Comparando com o mês anterior, em maio deste ano foram publicados mais 335 anúncios do que em abril (767 anúncios publicados), representando um aumento da despesa prevista de 266 milhões de euros (627 milhões de euros em maio contra 361 milhões de euros em abril).

Em termos homólogos, em maio de 2017 foram publicados no Diário da República mais 349 anúncios do que em maio de 2016 (mês em que foram publicados 753 anúncios).

Em termos de despesa, os anúncios de maio de 2017 representam um acréscimo da despesa prevista de 361 milhões de euros face a igual período do ano anterior (627 milhões de euros em maio de 2017 contra 266 milhões de euros em maio de 2016), ou seja, um crescimento de 135%.

Em termos de contratos publicados, o procedimento mais utilizado foi o ajuste direto (83%), seguindo-se as aquisições ao abrigo de acordos-quadro e, em terceiro lugar, o concurso público.