O desemprego no Brasil foi de 13,3% no trimestre encerrado em maio, totalizando 13,8 milhões de brasileiros sem emprego, uma subida de 2,1 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados oficiais.

Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em comparação com o mesmo período do ano anterior, quando a taxa foi de 11,2%, houve uma subida de 2,1 pontos percentuais.

Entretanto, em relação ao trimestre encerrado em abril, que teve uma taxa de 13,6%, houve uma pequena redução.

A taxa de desemprego é medida pelo IBGE através de uma média móvel trimestral, ou seja, de três meses. Portanto, o dado de maio se refere ao período de março a maio. O instituto divulga a taxa mensalmente.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Para o IBGE, a taxa de desemprego permaneceu estável em relação ao trimestre de dezembro a fevereiro, que foi de 13,2%.

A população desocupada permaneceu estável em relação ao trimestre terminado em fevereiro, quando havia 13,5 milhões de desempregados, e 20,4% (mais 2,3 milhões de pessoas) maior que no mesmo trimestre de 2016.

A população ocupada (89,7 milhões) manteve-se estável em relação ao trimestre terminado em fevereiro, mas caiu 1,3% (menos 1,2 milhão de pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2016.