Olá

832kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Que mensagens esconde o retrato oficial de Emmanuel Macron?

Este artigo tem mais de 5 anos

Passou quase um mês e meio desde a tomada de posse do presidente francês. O retrato oficial só agora foi divulgado. Com ele mensagens implícitas. O Iphone, a janela e os livros são algumas.

Emmanuel Macron foi fotografado no passado dia 24 de junho por Soazig de la Moissonnière
i

Emmanuel Macron foi fotografado no passado dia 24 de junho por Soazig de la Moissonnière

EmmanuelMacron/Twitter

Emmanuel Macron foi fotografado no passado dia 24 de junho por Soazig de la Moissonnière

EmmanuelMacron/Twitter

O retrato oficial do presidente francês Emmanuel Macron foi divulgado esta quinta-feira. Foi o próprio presidente que deu a conhecer ao mundo a fotografia, através de uma publicação na sua página do Twitter. O retrato será agora colocado em todos os municípios de França.

O retrato oficial foi revelado quase um mês e meio depois da tomada de posse de Macron, que aconteceu no passado dia 14 de maio. Em 2012, o seu antecessor François Hollande, demorou menos de um mês a fazê-lo. Também esta quinta-feira no Twitter, Sibeth Ndiaye, assessor de comunicação e imprensa do Palácio do Eliseu, divulgou um vídeo dos bastidores do retrato oficial.

Emmanuel Macron foi fotografado no passado dia 24 de junho por Soazig de la Moissonnière, que se tornou a fotógrafa oficial do Palácio do Eliseu em maio de 2017. Moissonnière foi escolhida depois de ter acompanhado o presidente francês durante toda a sua campanha eleitoral e ter feito uma série de fotografias de outros militantes do movimento de Macron, “En Marche!”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A fotografia de Emmanuel Macron difere das que foram tiradas a presidentes da França anteriores a ele. O retrato oficial de Macron assemelha-se ao do segundo mandato de Barack Obama, antigo presidente dos Estados Unidos. “Há uma aspiração americana, como sempre na comunicação de Emmanuel Macron”, apontou Philippe Moreau Chevrolet, professor de comunicação política na Sciences Po, o Instituto de Estudos Políticos de Paris, em França, em declarações à BFM TV.

As mensagens que Macron quer enviar com o retrato

A versão francesa do Huffington Post identificou algumas mensagens implícitas no retrato oficial de Emmanuel Macron. As bandeiras, o relógio e até o galo refletido no Iphone do presidente francês têm mais do que um significado decorativo.

Desde Nicolas Sarkozy que a bandeira da União Europeia entra no cenário dos retratos oficiais dos presidentes franceses, a par da bandeira francesa. A diferença é que Emmanuel Macron aparece no meio das duas bandeiras, ao contrário do seus antecessores que posavam ao lado. Macron transmitirá assim a mensagem de que tenciona ser o mediador da relação entre a União Europeia e França.

Entre as bandeiras está também uma janela aberta, passando a ideia de que a presidência de Macron está aberta para o mundo. Em todas as fotografias tiradas desde que a tradição foi iniciada pelo presidente Adolphe Thiers, em 1871, os líderes franceses apareciam ou no interior ou no exterior. O retrato de Macron é o único que tem um cenário dentro e outro fora do Palácio do Eliseu.

O relógio que aparece à esquerda do presidente francês não mente. São 20h20, a hora em que a fotografia foi efetivamente tirada. Este é o relógio presente no Conselho de Ministros que desapareceu nas últimas semanas e voltou a aparecer na quarta-feira antes de a fotografia ter sido tirada. Significará ritmo, de acordo com a interpretação do jornal.

À direita de Emmanuel Macron estão três livros: “Memórias de Guerra” de Charles De Gaulle, presidente da V República, “O Vermelho e o Negro” de Stendhal, e “Os Frutos da Terra”, de André Gide. Os dois últimos estão entre os escritores preferidos do presidente. Macron escolheu o livro de Charles De Gaulle aberto sobre a mesa do gabinete presidencial, como se pode ver no vídeo dos bastidores. Este livro aberto confirmará a sua vontade ser um presidente de todos, eliminando a divisão entre a esquerda e a direita.

Por fim, ao lado da sua mão direita, está o iPhone de Macron, no qual está refletido o galo, o símbolo francês. A mensagem será a de que o objetivo de Macron é ligar a tradição (representada no galo) à modernidade (representada no telemóvel), mas sem eliminar as raízes do país.

 
Assine um ano por 79,20€ 44€

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Verão 2024.  
Assine um ano por 79,20€ 44€
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Este verão, mergulhe no jornalismo independente com uma oferta especial Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver ofertas Oferta limitada