Donald Trump vai voltar à Europa durante a próxima semana e já tem reuniões previstas com Vladimir Putin, Enrique Peña Nieto e Angela Merkel na cimeira do G20, em Hamburgo, na Alemanha. O anúncio foi feito por Herbert Raymond McMaster, o principal assessor do Conselho Segurança Nacional (NSC) da Casa Branca, na passada quinta-feira.

Será o primeiro frente a frente entre os presidentes russo e norte-americano, num momento em que a investigação do FBI em relação à polémica da intervenção de Moscovo nas eleições dos EUA ainda se encontra em cima da mesa. Alguns funcionários acreditam que o encontro na cimeira de dois dias em Hamburgo, na próxima semana, deve ser “breve e informal”. A reunião “vai ser sobre o que quer que o presidente queira falar”, disse McMaster, citado pela NBC News. O assessor indicou que a relação com a Rússia “não é diferente” daquela que Trump procura noutros países, e que o presidente procura resolver problemas, mas, ao mesmo tempo, “explorar oportunidades”.

O presidente dos EUA vai encontrar-se também com a Chanceler alemã, Angela Merkle, que o tem criticado pela saída do Acordo de Paris, e Peña Nieto, cujo primeiro encontro foi durante as eleições presidenciais, em 2016. De acordo com o principal assessor do NSC, a primeira ministra britânica, Theresa May, o primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, o presidente chinês, Xi Jinping, e o primeiro ministro indonésio, Lee Hsien Loong, também vão estar na agenda de Trump.

O presidente dos EUA vai começar a viagem na próxima quarta-feira na Polónia, a primeira etapa da viagem, e depois segue para Hamburgo para participar na cimeira dos líderes do G20, que será realizada nos dias 7 e 8 de julho.