O selecionador português, Fernando Santos, afirmou este sábado que tomou a “atitude correta” ao dispensar Cristiano Ronaldo do jogo dos terceiro e quarto lugares da Taça das Confederações de futebol e enalteceu o “empenho exemplar” do avançado.

“Há muito tempo que sabia da situação dele [Cristiano Ronaldo]. Tenho essa relação com os meus jogadores. Durante o estágio comunicou que tinha sido pai, de uma forma perfeitamente normal e manifestou toda a disponibilidade para ajudar Portugal esta prova”, contou Fernando Santos.

O técnico de 62 anos falava aos jornalistas na Arena Otkrytie, em Moscovo, na conferência de imprensa de antevisão do encontro de domingo com os mexicanos, que marca a despedida de Portugal da Taça das Confederações.

“É um momento importante da vida dele e, a partir do momento em que Portugal ficou afastado daquele que era o seu principal objetivo, eu e o presidente [da federação, Fernando Gomes] entendemos que era bom para o jogador ver os seus filhos, que ainda não tinha visto. Foi correta a nossa atitude, ainda mais com um jogador que tem um empenho, um compromisso e um comportamento exemplar”, considerou

O Portugal-México está agendado para as 15h00 (13h00 horas da Lisboa) e terá arbitragem de Fahad Al Mirdasi, da Arábia Saudita.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR