O tenista sérvio Novak Djokovic beneficiou esta terça-feira da desistência do eslovaco Martin Klizan para apurar-se para a segunda ronda de Wimbledon, fase onde também já está o canadiano Milos Raonic, finalista em 2016.

O segundo cabeça de série viu Klizan, 47.º classificado do ‘ranking’ mundial, abandonar o encontro da primeira ronda, quando perdia por 6-3, 2-0, devido a uma lesão no gémeo esquerdo.

Djokovic qualificou-se assim em apenas 41 minutos para a segunda ronda de Wimbledon, fase em que também já está o sétimo tenista mundial Milos Raonic, que no ano passado se tornou no primeiro canadiano a atingir a final de um torneio do ‘Grand Slam’ no All England Club.

No regresso ao ‘major’ londrino, Raonic não teve problemas para derrotar esta terça-feira o alemão Jan Lennard-Struff, 53.º do ‘ranking’, com os parciais de 7-6 (7-5), 6-2 e 7-6 (7-4), em duas horas e 16 minutos.