A produção da indústria do Brasil cresceu 0,8% em maio comparando com abril, segundo o inquérito mensal realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado esta terça-feira.

Comparando com mês do ano passado, a produção industrial registou uma expansão de 4,0%. O responsável por esta área no IBGE, André Macedo, destacou num comunicado divulgado pela instituição que apesar dos últimos resultados positivos, a indústria brasileira ainda está 18,5% abaixo do patamar recorde de produção alcançado em junho de 2013.

Esse aumento da produção industrial precisa ser relativizado. É claro que houve uma melhoria de ritmo, mas ainda há um espaço importante a ser percorrido para a indústria recuperar as perdas do passado”, destacou André Macedo.

Nos cinco primeiros meses de 2017 o setor industrial do país Brasil cresceu 0,5%. Nos últimos doze meses, porém, a indústria apresenta um resultado negativo com queda de 2,4%. Em maio, todas as atividades económicas e 17 dos 24 setores observador tiveram resultados positivos.

A principal influência para o crescimento da indústria no período em análise foi a produção de automóveis e camiões, que avançou 9,0% e registou a subida mais relevante desde dezembro de 2016 quando a produção avançou 10,4%.