A seleção portuguesa de futebol subiu esta quinta-feira do oitavo para o quarto lugar do ‘ranking’ da FIFA, agora liderado pela Alemanha, que ultrapassou o Brasil depois da vitória na Taça das Confederações. A formação das ‘quinas’, terceira na prova realizada na Rússia, onde não perdeu qualquer jogo (três vitórias e dois empates), ultrapassou Chile, Colômbia, França e Bélgica, que caíram para as últimas quatro posições do ‘top 10’.

Por seu lado, a Alemanha, campeã mundial em título, voltou, dois anos depois, à liderança, deixando para trás os sul-americanos Brasil (segundo) e Argentina (terceira). Desde a última liderança dos germânicos, em 2015, apenas três seleções passaram pelo comando da tabela da FIFA, o Brasil, a Argentina e a Bélgica.

No ‘top 10’, no qual não entram Espanha (11.ª), Itália (12.ª) ou Inglaterra (13.ª), seguem ainda a Suíça, no quinto posto, e a Polónia, no sexto.

Mais abaixo na tabela, destaque para a subida, do 30.º para o 23.º posto, da seleção do Irão, que, sob o comando de Carlos Queiroz, já conseguiu o apuramento para a fase final do Mundial de 2018, marcado para a Rússia.

Entre os representantes dos PALOP, destaque para as entradas no ‘top 100’ da Guiné-Bissau (subiu 18 posições, para a 83.ª) e de Moçambique (subiu nove, para a 97.ª) e a saída de Cabo Verde que ‘tombou’ 31 lugares, para o 115.º.

Em relação ao ‘ranking’ anterior, de 1 de junho, Andorra foi a seleção que mais posições subiu (57, para a 129.ª) e a Namíbia a que mais desceu (62, para a 156.ª).

‘Ranking’ da FIFA a 6 de julho

1. (3) Alemanha: 1.609 pontos

2. (1) Brasil: 1.603 pontos

3. (2) Argentina: 1.413

4. (8) Portugal: 1.332

5. (9) Suíça: 1.329

6. (10) Polónia: 1.319

7. (4) Chile: 1.250

8. (5) Colômbia: 1.208

9. (6) França: 1.199

10. (7) Bélgica: 1.194