As manifestações durante a cimeira do G20 têm-se intensificado ao longo desta sexta-feira. Tanto que Melania Trump foi aconselhada a não sair na residência onde está hospedada, em Hamburgo, avança o El Mundo.

Donald e Melania Trump estão hospedados na residência para convidados do Senado de Hamburgo, onde também pernoitaram o príncipe Carlos de Inglaterra e o ex-mandatário soviético Leonidas Brezhnev. A primeira dama norte-americana estava na mira dos manifestantes que protestam contra as políticas das 20 nações mais poderosas do mundo presentes na cimeira, num bloqueio que está a dar vários problemas de segurança à polícia, levando ao pedido de reforços.

Não temos, até o momento, nenhuma autorização da polícia de que possamos sair da residência por razões de segurança”, afirmou a porta-voz de Melania à Deutsche Presse-Agentur.

Os manifestantes pretendem impedir o acesso dos chefes de Estado ao centro de congressos, depois de uma noite já marcada por confrontos entre milhares de manifestantes e as forças da ordem, de que resultaram dezenas de feridos, incluindo polícias.

Melania ia participar numa visita organizada a um centro de pesquisa sobre o clima em Hamburgo, que simula as evoluções do clima e, posteriormente, dar um passeio de barco pelo porto da cidade.