Olá

832kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Morreu Bradley Lowery, o fã do Sunderland de seis anos que emocionou o futebol

Este artigo tem mais de 5 anos

Tinha seis anos e não resistiu à luta contra o cancro que travava desde os 18 meses. Era fã do clube de futebol britânico Sunderland e próximo do jogador Jermaine Defoe.

i

futnaredonda/Twitter

futnaredonda/Twitter

Bradley Lowery, de seis anos, morreu esta sexta-feira vítima de neuroblastoma, um tipo de cancro raro. A morte da criança foi confirmada pelos pais através de uma publicação numa página do Facebook dedicada ao filho. Lowery morreu “nos braços da mãe e do pai rodeado da sua família”.

“Era o nosso pequeno superherói e travou a maior luta mas foi preciso noutro lugar. Não há palavras para descrever quão partido está o nosso coração”, pode ler-se na publicação.

A criança travava a luta contra a doença desde o 18 meses de idade, quando lhe foi diagnosticado o cancro. Em julho do ano passado, o estado de saúde da criança piorou. Foi nesse momento que a família começou uma campanha de angariação de fundos para fazer um tratamento no estrangeiro. A luta de Lowery tornou-se então mundialmente conhecida.

Lowery era fã da equipa de futebol Sunderland e apareceu em vários jogos, acabando por se tornar o ídolo da equipa num jogo da equipa frente à Lituânia. Nessa altura, a criança tornou-se bastante próximo do jogador Jermaine Defoe, do Bournemouth, que o considerava um herói, pela luta que enfrentava e por a ter tornado pública.

Ainda esta semana, durante uma conferência de imprensa, Defoe mostrou-se emocionado a falar sobre Lowery e não conseguiu conter as lágrimas. O jogador disse que tinha estado com criança há alguns dias e que foi difícil vê-lo a sofrer daquela maneira. “Não há um dia que passe que não acorde e olhe para o meu telemóvel ou pense no pequeno Bradley porque o amor dele é genuíno e posso ver isso nos seus olhos. É especial”, disse emocionado.

https://twitter.com/SimonNRicketts/status/883345074028937216

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine um ano por 79,20€ 44€

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Verão 2024.  
Assine um ano por 79,20€ 44€
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Este verão, mergulhe no jornalismo independente com uma oferta especial Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver ofertas Oferta limitada