As inundações e deslizamentos de terras causadas pelas chuvas torrenciais que esta semana devastaram o sudoeste do Japão provocaram 15 mortos e pelo menos seis desaparecidos, segundo um novo balanço fornecido pelas autoridades locais.

Os avisos de chuvas torrenciais mantêm-se na ilha de Kyushu (oeste), depois da passagem do tufão “Nanmadol” pelo Japão no início da semana, destruindo casas, estradas e campos de arroz.

A agência de gestão de incêndios e desastre disse hoje que, até à data, foram encontrados 12 mortos na cidade de Asakura, em Fukuoka, e outros três em Oita.

Cerca de 12.000 soldados e equipas de resgate continuavam as buscas pelos seis desaparecidos e a retirar escombros das estradas.

As chuvas que afetaram a ilha de Kyushu superaram os 120 milímetros por hora e a água acumulada em Fukuoka e Oita, ultrapassou os 540 milímetros (1,5 vezes mais do que a média de todo o mês de julho), indicou a Agência Meteorológica do Japão.