Equipas de resgate prosseguem este domingo as operações de retirada em locais isolados no Japão, três dias depois do início das inundações devastadoras no sul do país, com o balanço do número de vítimas estimado em 18 mortos.

Chuvas torrenciais fizeram subir os caudais dos rios, destruindo estradas, casas e escolas em grande parte de Kyushu, uma das quatro principais ilhas do arquipélago nipónico, a cerca de 900 quilómetros a sudoeste de Tóquio.

Cerca de 12.000 elementos de equipas de resgate estavam hoje mobilizados para tentar encontrar sobreviventes, segundo o porta-voz do governo, Yoshihide Suga.

O mais recente balanço era de 18 mortos e 27 desaparecidos, segundo as autoridades de Fukuoka e Oita.