Foram várias as melhorias introduzidas pela Mazda no seu modelo destinado ao segmento dos familiares compactos, que continua a ser disponibilizado nas variantes de carroçaria hatchback e CS, mais ao estilo coupé. Mas as mais significativas foram mesmo operadas no capítulo do comportamento dinâmico, confirmando a sua nova filosofia de veículo inteiramente orientado para o condutor, fortemente apostado em oferecer um elevado prazer de utilização.

É disso prova a revisão das suspensões (McPherson na frente e multilink atrás, agora com vibrações reduzidas, maior conforto e dinâmica mais apurada) e a inclusão do sistema de vectorização de binário G-Vectoring Control (GVC) no equipamento de série de todas as versões. O pacote de sistemas de segurança i-Activesense também foi enriquecido, dotado agora de uma nova câmara e sensores dianteiros que permitiram a inclusão dos sistemas de travagem autónoma de emergência em cidade com reconhecimento de peões, leitura de sinais de trânsito e assistente de máximos.

O conforto de marcha promete ser ampliado, por seu turno, pelas medidas destinadas a melhorar a insonorização, aplicadas nos painéis das portas, no túnel da transmissão e nos vedantes das portas. E ainda pela redução do ruído de funcionamento dos motores, em especial da unidade turbodiesel 1.5 Skyactiv-D de 105 cv, a preferida dos consumidores portugueses, a que se junta o bloco a gasolina 1.5 Skyactiv-G de 100 cv.

Como o Observador teve já oportunidade de noticiar, o Mazda3 da nova geração evolui, igualmente, ao nível do design exterior e interior, continuando a contar com três níveis de equipamento: Essence, Evolve e Excellence. Que podem ser complementados com os packs High Safety (sensores de chuva, luz e de estacionamento traseiros; faróis e luzes diurnas de LED; vidros traseiros escurecidos; retrovisores exteriores rebatíveis electricamente), i-Activesense (head-up display a cores, câmara de estacionamento traseira, alerta de atenção do condutor, travagem autónoma de emergência com alerta de tráfego traseiro e sistema de navegação), High Technology (faróis por LED adaptativos, assistente à manutenção na faixa de rodagem, cruise control por radar e SBS), Navi (sistema de navegação) e Leather (estofos em pele, bancos dianteiros aquecidos, sendo o do condutor regulável electricamente).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os preços iniciam-se nos 18.719€ pedidos pela versão 1.5 Skyactiv-G Essence de cinco portas, com caixa manual e pintura sólida. A mais barata das opções a gasóleo é a 1.5 Skyactiv-D Evolve de cinco portas, igualmente com transmissão manual e pintura sólida, proposta por 24.844€. Pode consultar todos os preços aqui.