Licenciado pela Lyon Business School, e detentor de um bacharelato em Economia pela Universidade de Sussex, no Reino-Unido, Fabrice Crevola é o novo administrador-delegado da Renault Portugal, desde o passado dia 1 de Julho. O francês de 46 anos, casado e pai de dois filhos, sucede ao seu compatriota Laurent Diot, entretanto chamado a desempenhar outras funções no grupo gaulês.

Na Renault desde 1994, Fabrice Crevola iniciou a sua carreira na marca do losango enquanto assistente de marketing – por sinal, em Portugal, na então assim chamada Renault Portuguesa. Rumou a França em 1995, tendo, desde então, exercido funções várias nas áreas de marketing e de vendas do Renault Retail Group, para iniciar, em 2003, uma nova etapa internacional, agora na Renault Itália, enquanto responsável pelo planeamento de marketing e comercial.

Voltou a permanecer em França entre 2005 e 2011, assumindo diversas responsabilidades, como a de assistente do vice-presidente executivo do Grupo Renault para marketing e vendas, e a de responsável pela estratégia de preços para todo o universo Renault. No final de 2011 assume a função de diretor de marketing da Renault Polónia e, mais tarde, do chamado “cluster leste”, em que se incluem a República Checa, Eslováquia e Hungria; desempenhando função semelhante, desde meados de 2014 até chegar a Portugal, no “cluster sul” (Itália e Grécia).

“Assumir a condução dos destinos da Renault Portugal é uma grande responsabilidade. A Renault tem, em Portugal, uma posição de liderança de quase duas décadas, que faz dela uma referência incontornável do mercado. Manter a marca nesse patamar é um grande desafio, para além das ambições associadas à Dacia. Mas tenho a certeza que, com a qualidade dos profissionais da Renault Portugal e da sua rede de distribuição, conseguiremos que o Grupo Renault cresça para reforçar a sua presença no país”, considera Fabrice Crevola.